× Fale Conosco

Solicite um orçamento sem compromisso!

Enviar via
Ou ligue para (41) 3587-1842
Se preferir, ligue para nós! Ligar agora!
Clique aqui para falar conosco!
×
× Envie-nos um E-mail

    Uniforme Industrial: Conheça a importância do seu uso

    O uniforme surge com a finalidade de padronizar o vestuário no ambiente de trabalho e transmitir um aspecto de organização. Além de reforçar os valores e identidade visual da empresa por meio de cores e logos. Mas, no ambiente industrial, a peça é muito mais do que um item apenas estético. Sua função é garantir a segurança e o bem-estar dos profissionais. Continue na leitura e descubra a importância de uso do uniforme para indústria.

    Para fins legislativos, como consta na NR 24 – Condições de higiene e conforto no ambiente de trabalho, os vestuários profissionais podem ser consideradas uniformes, trajes ou ainda equipamentos de proteção individual.

    Pela definição, “vestimenta de trabalho é toda peça ou conjunto de peças de vestuário, destinada a atender exigências de determinadas atividades ou condições de trabalho que impliquem contato com sujidade, agentes químicos, físicos ou biológicos ou para permitir que o trabalhador seja mais bem visualizado, não considerada como uniforme ou EPI”.

    Assim, os equipamentos de proteção individual são os acessórios que podem ser conjugados aos trajes para proporcionar segurança os profissionais, como: capacete, óculos, luvas, mangas, etc. Enquanto isso, o uniforme é a peça usada com fins estéticos de identificar e padronizar os profissionais.

    UNIFORMES PARA INDÚSTRIA

    No caso das indústrias, os uniformes, portanto, são os trajes. Esses, mais do que identificar, tem a função de proteger os profissionais do contato direto na pele com substâncias abrasivas, agentes químicos, minerais e tantas outras matérias-primas que são manuseadas na rotina de trabalho dentro de uma indústria.

    Além disso, no setor da indústria química farmacêutica e no setor de alimentos é um item importante para evitar contaminações de qualquer tipo nos produtos que estão sendo manuseados.

    RESPONSABILIDADE DO EMPREGADOR

    A NR 24 também estipula quais são as responsabilidade do empregador em relação às vestimentas de trabalho. São elas:

    • Fornecer peças que sejam confeccionadas com material e em tamanho adequado, visando o conforto e a segurança necessária à atividade desenvolvida pelo trabalhador.
    • Substituir as peças conforme sua vida útil ou sempre que danificadas.
    • Fornecer em quantidade adequada ao uso, levando em consideração a necessidade de troca da vestimenta.
    • Responsabilizar-se pela higienização com periodicidade necessária nos casos em que a lavagem ofereça riscos de contaminação.

    CONDIÇÕES EXTREMAS

    Vale lembrar ainda que, no caso de indústrias com produção em condições extremas de temperatura: muito quente, com proximidade de fornalhas, ou muito gelada, em refrigeradores, os profissionais precisam receber trajes adequados para suportar essas condições com segurança e conforto para sua saúde e bem-estar.

    OS 3 PRINCIPAIS PONTOS DE ATENÇÃO DE UNIFORMES PARA INDÚSTRIA

    1- Conforto: como já mencionado, os trajes industriais tem a função principal de proteger os profissionais no dia a dia. No entanto, precisam ter corte e caimento adequados para a realização de suas atividades, permitindo toda a mobilidade que é fundamental para a execução dos serviços.

    2- Cumprimento de responsabilidades legais e jurídicas: em determinados segmentos, como é o caso das indústrias, a utilização de uniforme profissional é exigida por lei. Por isso, tenha atenção à confecção para atender as normas vigentes, além de fazer a troca periódica para manter a eficácia e condições de uso.

    3- Imagem da marca: uma empresa que se importa com a saúde e o bem-estar de seus funcionários, investe em uniformes para indústria com uma marca de confiança no mercado. Além disso, imprime a sua identidade nas peças, o que demonstra organização e reforço de seus valores e identidade.



    Deixe um comentário